Contratação de militares é criticada por servidores do INSS, que podem ir à Justiça

0

As pessoas que querem se aposentar sabem que a análise do seu pedido geralmente irá demorar. Isso porque a fila de espera do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) fica maior a cada mês. A fim de resolver esse problema, o governo irá fazer uma contratação de militares de reserva para acelerar o processo de análise.

No entanto, essa decisão não foi aprovada pelos servidores do INSS. Segundo eles, o governo deve tomar outras medidas. Quer saber quais são elas? Então continue lendo o nosso artigo!

contratação de militares
Saiba porque os servidores do INSS se oporam à contratação dos militares. (Foto: Internet/Arquivo Ges)

Entenda por que os servidores públicos são contra a contratação de militares

De acordo com os funcionários do INSS, é possível que eles recorram à Justiça para que a medida não seja executada. Eles defendem que, em vez de o governo contratar militares de reserva para repor a mão de obra do órgão, ele deveria tomar outras decisões.

Eles sugerem que os funcionários do INSS já aposentados sejam contratados temporariamente para ajudarem a aliviar a enorme fila de espera. Além disso, eles também defendem que o governo deve abrir concursos para que novos funcionários sejam contratados permanentemente.

Esse discurso dos servidores vai de encontro à ideia do governo de que é necessário diminuir o número de funcionários públicos e reduzir a quantidade de concursos. De acordo com eles, a decisão do governo de contratar militares evidencia a falta de funcionários nos órgãos públicos.

Rogério Marinho, secretário especial de Previdência e Trabalho, criticou o que foi dito pelos servidores. De acordo com o representante do governo, eles estão comparando “situações completamente distintas”. Ele ainda afirmou que está convicto de que o Estado brasileiro precisa ter um “tamanho que a sociedade brasileira pode suportar”.

Detalhes sobre contratações de militares

O governo anunciou nesta terça-feira, 13, que iria contratar até 7 mil militares para diminuir fila de espera no INSS. No momento, há mais de dois milhões de pedidos que não foram analisados. O objetivo do governo é fazer com essas solicitações represadas sejam diminuídas em grande medida até outubro.

Considerações finais

Isto posto, nós do WR Notícia esperamos ter esclarecido porque os servidores públicos do INSS se opuseram à contratação de militares. Comente o que você achou da posição deles e da decisão do governo. Além disso, não deixe de acompanhar o nosso site para se atualizar sobre os acontecimentos relacionados à economia do país e do mundo!

 

Fonte: Uol