Publicidade

Auxílio do governo não chega a três de quatro micro e pequenas indústrias

0

O governo tem anunciado medidas para diminuir o impacto da pandemia do novo coronavírus nas empresas brasileiras. Ainda assim, elas não têm tido muito efeito. Isso porque, de acordo com 2º Boletim de Tendências das Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo do Datafolha, muitas empresas estão ficando para trás.

Publicidade

Os dados do boletim revelaram que, no final de abril, 75% das micro e pequenas indústrias indicaram que não tiveram acesso aos programas do governo. Isso significa que 3 a cada 4 empresas não foram contempladas por eles. Quer saber mais sobre os dados divulgados pelo Boletim? Então continue a leitura porque nós os apresentaremos a seguir.

micro e pequenas indústrias
Saiba como está a situação atual de muitas micro e pequenas indústrias. (Foto: Divulgação)

Entenda os dados sobre as micro e pequenas indústrias brasileiras

Os números apresentados acima apresentam a situação dessas empresas no final de abril. Se eles forem comparados com os números relacionados ao dia 14 do mesmo mês, percebe-se um considerável aumento. Afinal, nesse dia, 71% das micro e pequenas indústrias afirmaram que não receberam auxílio do governo nessa pandemia.

Dessa forma, até o fim desse mês, houve um aumento de 4% das empresas que não foram contempladas pelo governo. Se olharmos por outro lado, o número de micro e pequenas indústrias que afirmaram ser auxiliadas pelo governo diminuiu. Ele passou de 29% para 25%.

Publicidade

Joseph Couri, presidente do Sindicato de Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo (Simpi), afirmou que as medidas que foram anunciadas pelo governo ainda são insuficientes. Segundo ele, é necessário “convencer o sistema financeiro brasileiro, todos que podem ter capilaridade, para que esse dinheiro chegue na ponta, e não de uma forma seletiva”.

Vale mencionar ainda que o Boletim divulgado pelo Datafolha revelou que o número de demissões também aumentou desde o dia 14 de abril. De 18% ele passou para 22%. Já as empresas que demitiram mais de 30% de seus funcionários avançou de 6% para 8%.

Considerações finais

Tendo dito isso, nós do WR Notícias esperamos ter esclarecido as principais informações a respeito do estado atual das empresas brasileiras de pequeno porte. Comente abaixo se você trabalha em alguma delas e se você foi, de alguma forma, afetado durante essa pandemia.

Ademais, não deixe de acompanhar os nossos posts para saber mais sobre a economia brasileira! Além de falarmos sobre as micro e pequenas indústrias, nós também trataremos sobre outros assuntos relevantes! Assim sendo, não deixe de acompanhar as nossas próximas publicações.

 

Fonte: Uol

Publicidade