Publicidade

Por causa de Bolsonaro, fila de espera do Bolsa Família, extinta em 2017, chega a cerca de um milhão de famílias

0

Uma a cada três cidades mais pobres do Brasil não é mais contemplada com novos auxílios do programa Bolsa Família há cinco meses. Essa estatística bastante preocupante foi divulgada pela Folha de S. Paulo, que fez um levantamento que considera os 200 municípios com a menor renda per capita do Brasil.

Publicidade

Isso significa que cerca de 1 milhão de famílias estão vivendo sem renda suficiente para conseguirem suprir as suas necessidades mais básicas. Esse cenário foi motivado pela decisão do governo de Bolsonaro de controlar a liberação dos benefícios, alegando falta de dinheiro na União. Continue a leitura deste artigo para saber mais sobre essa situação!

bolsa família
Entenda por que a fila de espera do Bolsa Família voltou a existir no governo de Jair Bolsonaro. (Foto: Divulgação)

Entenda por que a fila de espera do Bolsa Família voltou a existir

Em julho de 2017, a fila do Bolsa Família foi extinta. No entanto, agora com o congelamento do benefício, ela voltou a existir e não é possível saber o dia em que ela será zerada novamente. O governo de Bolsonaro deu início ao tempo mais longo da história do benefício em que houve baixo índice de entrada de novas famílias no programa.

Em 37 dos 200 municípios mais pobres do Brasil, apenas uma família conseguiu a liberação do Bolsa Família no período entre junho a outubro do ano passado. Se esse dado é assustador, ainda há outro mais preocupante: 64 cidades não conseguiram uma liberação sequer nesse mesmo período.

Publicidade

Vale lembrar ainda que só têm direito ao benefício famílias que tenham filhos de 0 a 17 anos que vivam situação de extrema pobreza ou de pobreza. Para se encaixar no primeiro grupo, é necessário que a família tenha renda per capita de até R$ 89 mensais. Já para fazer parte do segundo, a família precisa ter renda per capita entre R$ 89,01 e R$ 178.

É importante destacar que o valor do salário mínimo atualmente é de R$ 1045. Pode-se ver, portanto a situação preocupante das famílias que pedem a liberação do programa. Além disso, vale mencionar também que, com o Bolsa Família, cada casa receberia em média R$ 191.

Considerações finais

Isto posto, nós do WR Notícia esperamos que você tenha entendido a situação deplorável das famílias que ainda não receberam o Bolsa Família. Comente, assim, o que você pensa desse cenário e do tratamento indigno que essas pessoas têm recebido. Além disso, também continue lendo os nossos artigos para saber mais sobre a economia do país e do mundo.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Publicidade