Publicidade

Mesmo com o retorno do comércio, algumas empresas nunca reabrirão!

0

Quando os governos estaduais permitirem o retorno do comércio, muitas empresas permanecerão fechadas. Isso porque elas não resistirão ao novo cenário econômico decorrente da pandemia do novo coronavírus. Esse é o medo atual de um grande número de empresários. Eles sofrem com a possibilidade de sua empresa ter sucumbido.

Publicidade

Durante o isolamento social, muitas atividades presenciais agora ocorrem na modalidade online. As pessoas, por exemplo, não precisam mais sair de casa para fazer compras, assistir a aulas ou filmes e até mesmo trabalhar. Tudo indica que essa será a nova tendência depois da pandemia. Portanto, as empresas precisarão se adaptar a essa realidade pós-quarentena.

retorno do comércio
Saiba por que muitas empresas não participarão do retorno do comércio! (Foto: Divulgação)

Entenda porque algumas empresas ficarão para trás no retorno do comércio!

Embora as grandes empresas possuam planos de contingência e programas de gerenciamento de crises, essa não é a realidade da maioria das empresas de menor porte. Essas instituições possivelmente continuarão sofrendo e muitas permanecerão de portas fechadas.

Por essa razão, as empresas precisarão planejar, dentre outras adaptações, mudanças na jornada dos funcionários e alterações nos turnos de trabalho. Assim, elas terão condições de continuar a atender os seus clientes quando a quarentena acabar.

Publicidade

É importante observar o que já está acontecendo. Os varejistas que permaneceram abertos durante esse período tiveram que organizar medidas de distanciamento entre os clientes e melhorar o sistema de embalagens de diversos alimentos. Além disso, eles precisaram controlar a sua quantidade de clientes e adotar políticas de limpeza extra e visível. Porém, nem todas as empresas conseguiram fazer essas adaptações.

Infelizmente, algumas coisas podem mudar para sempre. Conferências e grandes eventos provavelmente serão cancelados ou terão pouca adesão por um longo tempo. Isso pode ser o prego no caixão para espaços de trabalho compartilhados, co-working e plantas de escritórios abertos, já que agora muitos clientes exigem a separação do local por paredes. 

Mudanças também ocorrerão nas escolas. Caso permaneçam fechadas, os empregadores precisarão ser compreensivos e flexíveis com os pais que trabalham. As faculdades deverão estar preparadas com toda a estrutura para oferecerem aulas na modalidade online. 

É necessário lidar com um novo futuro!

Todas essas alterações significam para as empresas investimento em infraestrutura. Só assim elas poderão atuar em um mercado que estará retraído e com poucas pessoas com disposição para consumir produtos e serviços. Assim sendo, se você é empresário, fique de olho nas nossas sugestões e proteja o seu negócio no retorno do comércio!

Publicidade